Vazamento

Fukushima: Nível de Radiação Está Crescendo Absurdamente

Postado em Atualizado em

O nível de radiação dentro de um reator danificado na usina nuclear de Fukushima no Japão atingiu um recorde, e é o pior desde que a região sofreu o colapso há quase seis anos. As últimas leituras colocam um grande desafio para as autoridades na tarefa de demolir a unidade atingida.

usina-fukushima-2017
O nível de radiação dentro da estrutura de contenção do reator número dois em Fukushima alcançou 530 sieverts por hora – um valor descrito por especialistas como “inimaginável”. As leituras, realizadas pela Tokyo Electric Power Co. Holdings Inc. (Tepco), foram feitas perto da entrada do espaço imediatamente abaixo da estrutura de pressão, que contém o núcleo do reator.

Os números dentro da unidade excede bastante o registro anterior, que era de 73 sieverts por hora, registrados pouco depois do incidente em março de 2011. A Tepco fez as leituras ao analisar a interferência eletrônica causada pela radiação em imagens de vídeo. A companhia diz que a técnica tem uma margem de erro de mais ou menos 30% (mesmo na margem baixa, os níveis não são inferiores a 370 sieverts por minuto, e podem chegar tão alto quanto 690 sieverts por minuto).
Leia o resto deste post »

Anúncios

Panamá Papers: O maior caso de corrupção a nível Global

Postado em Atualizado em

O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ na versão inglesa) publicou neste domingo, dia 3, o maior vazamento sobre corrupção da história, baseado em 11,5 milhões de arquivos secretos obtidos a partir de um escritório de advocacia no Panamá.

pnmppr02
A rede investigou durante um ano um esquema global de ocultação de patrimônio e dinheiro por parte de líderes mundiais, chefes de Estado e figuras públicas. Os documentos, reunidos como Panama Papers, expõem as participações no exterior em esquemas montados em paraísos fiscais de 12 líderes mundiais atuais e passados, além de dados sobre as atividades financeiras de outros 128 políticos e funcionários públicos de diferentes países.

As informações contidas no vazamento contemplam as atividades da empresa Mossack Fonseca de 1970 e até 2016. Reunidas, formam um vazamento maciço superior ao total combinado de outros escândalos mundiais como o Wikileaks (em 2010), Offshore Leaks, assim como aos documentos de serviços secretos fornecidos a jornalistas por Edward Snowden em 2013.
Leia o resto deste post »