Química

Glândula Pineal: O Gigantesco Encobrimento da História da Humanidade

Postado em Atualizado em

A Glândula Pineal (também chamada de corpo pineal, epífise cerebral, epífise ou o “terceiro olho”) é uma pequena glândula endócrina no cérebro dos vertebrados. Ela produz a melatonina derivado da serotonina, um hormônio que afeta a modulação do padrão vigília / sono e funções sazonais. A sua forma assemelha-se a uma pequena pinha (daí o seu nome), e está localizada perto do centro do cérebro, entre os dois hemisférios, escondida num sulco onde os dois corpos talâmicos arredondados se juntam.

terceiro-olho-pineal
O Segredo: O que eles não querem que se saiba

A Glândula Pineal ou o Terceiro Olho de cada ser humano, pode ser ativado para as frequências do mundo espiritual e permite que se tenha a sensação de conhecimento profundo, euforia divina e da capacidade de amar incondicionalmente. Quando a glândula pineal está sintonizada a frequências apropriadas com a ajuda da meditação, Yoga ou vários métodos esotéricos, permite à pessoa viajar para outras dimensões. Isto é mais conhecido como viagem astral, projeção astral ou visualização remota.

Com mais prática avançada e métodos antigos, também é possível controlar os pensamentos e ações de pessoas no mundo físico. Sim, é bizarro, mas os Estados Unidos, os antigos governos da União Soviética e várias “organizações sombrias” têm vindo a fazer este tipo de pesquisa durante séculos, e têm tido sucesso além do que consiga imaginar.

A Glândula Pineal é representada no Catolicismo em Roma, eles retratam a “pineal” na arte como uma pinha em forma de cone. As sociedades antigas, como os Egípcios e os Romanos sabiam os benefícios e exemplificaram isso nas suas vastas simbologias com um símbolo de um olho.
Leia o resto deste post »

Anúncios

Comida Industrializada – Veneno no seu prato

Vídeo Postado em Atualizado em

Alex Jones explica como a comida é adulterada através do uso de aditivos químicos, os efeitos desses aditivos no organismo, e qual o real motivo que isto é feito.
Também apresenta os principais aditivos utilizados no mercado, que poderiam ser classificados como veneno, além de abordar transgênicos, flúor e outros assuntos.

veneno-no-prato
Leia o resto deste post »