Medicamentos Mortais

Médico Dinamarquês Desmascara Indústria Farmacêutica

Postado em Atualizado em

O médico dinamarquês Peter Gotzsche, 67 anos, não é homem de meias palavras. Ele compara a indústria farmacêutica ao crime organizado e considera-a uma ameaça à prática da medicina segura.

Peter Gotzsche livro
A indústria farmacêutica age como crime organizado, diz pesquisador.

Isto é um fato, não é uma acusação. Ela [a indústria] sabe que determinada acção é errada, criminosa, mas continua fazendo de novo e de novo. É o que a máfia faz. Esses crimes envolvem práticas como forjar evidências e fraudes”, diz.

Professor na Universidade de Copenhague e um dos que ajudaram a fundar a Cochrane (rede de cientistas que investigam a efetividade de tratamentos), acaba de lançar o livro “Medicamentos Mortais e Crime Organizado – Como a indústria farmacêutica corrompeu a assistência médica” (Bookman Editora). Recém traduzida para português, a obra tem causado alvoroço no meio médico.

Gotzsche reconhece os êxitos da indústria no desenvolvimento de drogas para tratar infecções, alguns tipos de cancro, doenças cardíacas, diabetes, mas expõe no livro dados que demonstram falhas na regulação de medicamentos e os riscos que muitos deles causam à saúde.
Leia o resto deste post »

Anúncios