Males do Flúor

Manjericão Santo: Remove o Flúor da Água e Beneficia a Glândula Pineal

Postado em Atualizado em

Uma planta chamada Tulsi, ou Manjericão Santo (Ocimum Tenuiflorum), que cresce por toda a Índia pode ser apenas outra resposta para retirar o flúor da água em países pobres em todo o mundo. Cientistas da Universidade de Rajasthan descobriram que o Tulsi pode substituir algumas das alternativas mais caras para a remoção de flúor.

fluoride pineal gland.jpg
Os investigadores conduziram o experimento em uma aldeia de Narketpally, imergindo 75 mg de folhas de manjericão santo em 100ml de água que tinha mais de 7 partes de flúor por milhão de água. Após a imersão das folhas em água durante apenas 8 horas, o flúor foi reduzido para apenas 1,1 partes por milhão. A Organização Mundial de Saúde diz que os níveis “seguros” de flúor na água não são mais do que uma parte por milhão.

Com a recente admissão da Universidade de Harvard que o flúor é ruim para a saúde, e as notícias continuadamente apontam para o flúor sendo responsável por esgotar a capacidade do cérebro causando déficit de atenção, ou mesmo calcificando a glândula pineal, (que inibe importantes secreções hormonais como a melatonina e serotonina, e DMT), é uma notícia maravilhosa de que um remédio tão simples foi encontrado.

Leia o resto deste post »

Flúor: Isto é o Que Ele Faz Com Seu Cérebro!

Vídeo Postado em Atualizado em

O jornal americano The Lancet, uma das mais importantes publicações sobre saúde do mundo, publicou um estudo que classifica o Flúor como uma neurotoxina perigosa.

fluoride-poison
Sabe o que isso significa?

Que, segundo o estudo, a toxidade do flúor está no mesmo nível de substâncias como arsênio, mercúrio e chumbo.

Para realizarem este estudo, o dr. Philip Landrigan, da Escola de Medicina Monte Sinai, em Nova Iorque, e o dr. Philippe Grandjean, da Escola Pública de Saúde de Harvard, em Boston, analisaram pessoas de regiões que consomem flúor devido à fluoretação da água, como ocorre no Brasil.

E eles concluíram que o flúor danifica o cérebro e pode causar diversas incapacidades neurológicas, incluindo falta de atenção, hiperatividade, autismo, dislexia, entre outros.

O estudo revelou também que o QI das pessoas pode também ser afetado, descendo sensivelmente 7 pontos do valor original.

Os investigadores focaram a análise em crianças e em mulheres grávidas e concluíram que as fases de maior vulnerabilidade são o período de gestação, a infância e a adolescência.
Leia o resto deste post »

Glândula Pineal: O Gigantesco Encobrimento da História da Humanidade

Postado em Atualizado em

A Glândula Pineal (também chamada de corpo pineal, epífise cerebral, epífise ou o “terceiro olho”) é uma pequena glândula endócrina no cérebro dos vertebrados. Ela produz a melatonina derivado da serotonina, um hormônio que afeta a modulação do padrão vigília / sono e funções sazonais. A sua forma assemelha-se a uma pequena pinha (daí o seu nome), e está localizada perto do centro do cérebro, entre os dois hemisférios, escondida num sulco onde os dois corpos talâmicos arredondados se juntam.

terceiro-olho-pineal
O Segredo: O que eles não querem que se saiba

A Glândula Pineal ou o Terceiro Olho de cada ser humano, pode ser ativado para as frequências do mundo espiritual e permite que se tenha a sensação de conhecimento profundo, euforia divina e da capacidade de amar incondicionalmente. Quando a glândula pineal está sintonizada a frequências apropriadas com a ajuda da meditação, Yoga ou vários métodos esotéricos, permite à pessoa viajar para outras dimensões. Isto é mais conhecido como viagem astral, projeção astral ou visualização remota.

Com mais prática avançada e métodos antigos, também é possível controlar os pensamentos e ações de pessoas no mundo físico. Sim, é bizarro, mas os Estados Unidos, os antigos governos da União Soviética e várias “organizações sombrias” têm vindo a fazer este tipo de pesquisa durante séculos, e têm tido sucesso além do que consiga imaginar.

A Glândula Pineal é representada no Catolicismo em Roma, eles retratam a “pineal” na arte como uma pinha em forma de cone. As sociedades antigas, como os Egípcios e os Romanos sabiam os benefícios e exemplificaram isso nas suas vastas simbologias com um símbolo de um olho.
Leia o resto deste post »