Coleta de Dados

Cuidado: O Google Registra Tudo Que Você Pesquisa e Fala

Postado em Atualizado em

O Google tem o registro de tudo o que você disse nele por anos, e você mesmo pode ouvi-lo. A empresa grava silenciosamente muitas das conversas que as pessoas têm em torno de seus produtos.

google 1984
O recurso funciona como uma forma de permitir que as pessoas pesquisem com sua voz e armazenar essas gravações, presumivelmente, permite ao Google “aprimorar” suas ferramentas de reconhecimento de idiomas, bem como os resultados que ele dá às pessoas.

Mas também vem com uma maneira fácil de ouvir e “apagar” todas as informações que coleta. Isso é feito através de uma página especial que reúne as informações que o Google tem sobre você.

É encontrado indo para a página de histórico do Google e olhando para a longa lista de gravações. A empresa tem uma página de áudio específica e outra para a atividade na web, que irá mostrar-lhe todos os lugares onde o Google tem um registro que você estava na internet.

O novo portal foi introduzido em junho de 2015 e tem estado ativo no ano passado – o que significa que agora está provavelmente cheio de várias coisas que você disse, e que você pensou que poderia ter sido em particular.
Leia o resto deste post »

Snowden Revela: O Que Sua TV Está Fazendo Com Você

Postado em Atualizado em

O ex-agente da CIA Edward Snowden, revelou que até mesmo nossas televisões são agora plenamente capazes de invadir a nossa privacidade, nos observando em nossas próprias casas. Depois de revelar em 2013, que os governos de todo o mundo conspiram com as empresas multinacionais de telecomunicações e que têm recolhido dados sobre seu público, o último tweet de Snowden é ainda mais chocante. Em 26 de fevereiro de 2017, Snowden twittou: “Quem vigia os telespectadores? Sua TV”.

edward-snowden
Com a distribuição generalizada de Smart TVs, as empresas podem agora não só coletar dados sobre o que assistimos, mas na verdade, podem assistir e nos ouvir em nossas próprias casas através de nossos televisores. A tecnologia recentemente lançada da TVision Insights permite às empresas monitorarem se sua audiência está se envolvendo com o que está em sua programação, permitindo a análise de quais propagandas são eficazes e qual resposta emocional o observador está sentindo para um determinado programa de TV.

Através do uso de dispositivos do Microsoft Kinect, semelhantes aos usados com os sistemas de jogos de Xbox, instalados no topo dos televisores, os monitores da TVision captam onde os olhos dos espectadores são focados, suas expressões faciais e se eles parecem engajados e felizes com o que você está assistindo. A empresa foi fundada pelo graduado Dan Shiffman da MIT Sloan School of Management e por mais um colega, mas  ainda estão nos estágios iniciais de desenvolvimento. Por enquanto esta tecnologia está sendo testada voluntariamente em 7.500 pessoas nas áreas de Boston, Chicago e Dallas e Fort Worth, com estudos mais amplos aguardados para o futuro.
Leia o resto deste post »

Agências de Inteligência: Obama Compartilhou o Acesso aos Dados Espionados Pela NSA

Postado em

Atualmente, todas as 16 agências dos EUA podem acessar os dados sobre as comunicações pessoais coletadas pela NSA.

obama-nsa-surveillance
Nos últimos dias de seu governo, o presidente dos EUA, Barack Obama, permitiu que a Agência de Segurança Nacional (NSA), cujas práticas de espionagem massiva foi revelada pelo ex-funcionário da Inteligência, Edward Snowden, compartilhasse a informação da Inteligência que coleta a nível global, incluindo as comunicações pessoais, com outras 16 entidades de Inteligência do país.
Leia o resto deste post »

Bem-vindos à Maravilhosa e Medonha Zuckernet

Postado em Atualizado em

Os perigosos efeitos de conhecer o mundo através de uma única rede social

fb1984
Outro dia, um jornalista deu a melhor definição que já ouvi sobre o Facebook: a rede social criada por Mark Zuckerberg é como um cachorro gigantesco correndo em sua direção no parque — você nunca sabe se ele vai arrancar sua cabeça com uma dentada ou te dar uma lambida carinhosa. O Facebook é o amigo-inimigo; ruim com ele, pior sem ele. É também o centro da vida de 1,4 bilhão de pessoas no mundo e de 50% dos brasileiros. Desses, 67% informam-se prioritariamente por essa rede social. Ou seja, 30% dos brasileiros têm no Facebook sua fonte primária de notícias e informações.

Mas quase 100% deles não fazem ideia de que o Facebook edita o que eles veem em suas timelines; de que essa rede social tem um algoritmo escrito por um menino de 26 anos que define o que 1,4 bilhão de pessoas no mundo devem ler; e de que isso empobrece nossa visão de mundo e fere um princípio básico da internet, o de fornecer acesso à informação sem censura e sem filtro.

Você curte ser manipulado? Você acha legal ter sua visão de mundo determinada por terceiros? Você não se sente meio idiota sabendo que o conteúdo que você acha que está escolhendo consumir, na verdade, foi escolhido por outro alguém?
Leia o resto deste post »

Como funciona o app ‘ultrasseguro’ de mensagens usado por Snowden

Postado em Atualizado em

Segurança e privacidade são questões que preocupam cada vez mais os usuários de serviços de mensagens instantâneas em todo o mundo.

signal-snowden

O WhatsApp, o mais popular deles, virou alvo de questionamentos depois de ter sido comprado pelo Facebook e mudado seus termos de uso, permitindo o compartilhamento de alguns dados com a rede social criada por Mark Zuckerberg.

Mas há outras opções de apps de envio completamente seguro de mensagens.

Um deles é o Signal Private Messenger, um serviço grátis disponível para Android e iOS e usado pelo ex-analista da CIA Edward Snowden, que ficou famoso – e virou persona non grata nos EUA – após tornar públicos detalhes sobre programas de vigilância do governo americano.

Confira a seguir como funciona o aplicativo – e por que ele é considerado tão seguro.
Leia o resto deste post »

Você sabia que o Governo Brasileiro vigia seus cidadãos?

Postado em Atualizado em

Pesquisa da organização Electronic Frontier Foundation obtida com exclusividade pela Pública revela que no Brasil há excesso de grampos e coleta de dados, mas ninguém sabe como são usados

internet-surveillence

No da 10 de outubro, a Electronic Frontier Foundation (EFF), ONG internacional que defende a liberdade de expressão e a privacidade na era digital, lança um relatório inédito que compara práticas de vigilância e legislações em 12 países na América Latina.

O documento, obtido com antecipação pela Pública, conclui que a “América Latina está um passo à frente do resto do mundo na existência de leis que protegem a privacidade”. Porém, “a maioria dos Estados não implementa esses direitos de maneira inteiramente compatível com os direitos humanos”.

No caso do Brasil, o relatório ressalta quatro questões consideradas uma ameaça ao direito à privacidade. São elas: o fato de o anonimato ser proibido no país; a falta de transparência sobre como a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lida com os dados de seus usuários; a ausência de normas para regular o acesso às mensagens criptografadas; e, além disso, há uma “cultura do segredo” vigente no país.

“A cultura do segredo está muito enraizada na América Latina, onde não há discussões tanto sobre políticas quanto sobre as ferramentas [de vigilância] que podem impactar nossa privacidade e nossa liberdade”, diz a diretora do EFF Katitza Rodríguez Pereda, em entrevista à Pública. Ela expressa preocupação com o fato de se falar muito pouco sobre o tema na região.
Leia o resto deste post »

Como usar o Tor Project e se manter anônimo na web?

Postado em Atualizado em

Já faz algum tempo que o ex-funcionário da CIA e da NSA, Edward Snowden, revelou ao mundo que toda a informação antes considerada sigilosa está sob os olhos dos Estados Unidos. E, desde então, a desconfiança sobre dados em ambiente digital se tornou cada vez maior. E como se manter um “anônimo online” nos dias de hoje? O Canaltech te mostra uma maneira de manter a identidade do usuário quase desconhecida, a partir do Tor Project.

tor-01

Para entender melhor como funciona, é só pensar que o Tor triplica a encriptação do seu tráfego na web, conectando-se a diferentes máquinas e servidores ao redor do mundo. Além de dificultar a identificação exata do usuário, o Tor usa um sistema operacional próprio que interliga a toda rede do software.

Por deixar a tarefa de identificação muito árdua, O Tor permite que os usuários ganhem tempo antes que sejam identificados, mesmo pelos mais rigorosos sistemas. Essa vantagem tem feito muita gente abandonar os navegadores e aplicativos convencionais para utilizar o Tor. Mas como fazer isso? Confira abaixo as dicas:
Leia o resto deste post »