Vacinas

Japão: Vacina Contra HPV Sob Julgamento Devido Seus Horríveis Efeitos Colaterais

Postado em Atualizado em

Desde julho passado, um total de 119 jovens e mulheres no Japão entraram com ações contra o governo japonês e as duas fabricantes de vacinas contra o papilomavírus humano (HPV), GlaxoSmithKline PLC (GSK) e Merck Sharp & Dohme Corp. De acordo com os processos, as respectivas vacinas contra o HPV, Cervarix e Gardasil, causaram às mulheres efeitos secundários graves, pelos quais agora elas procuram indenizações.

vacina hpv japao
Alguns dos mais recentes processos incluem 28 casos em que mulheres com idades entre 15 e 22 anos desenvolveram grandes problemas de saúde como dor crônica em todo o corpo, mobilidade prejudicada, dor menstrual severa e outros problemas após a série de vacinas. Essas mulheres estão processando não apenas as fabricantes de vacinas por produzirem as injeções mortais, mas também o governo japonês por aprová-las sem a devida avaliação.

Uma jovem de nome Erina Sonoda, uma estudante universitária de 20 anos, disse ao jornal The Japan Times (JT) que ela desenvolveu horríveis dores menstruais após a segunda vacinação com Cervarix, a qual é administrada como três injeções separadas. Sonoda foi em frente com sua terceira vacinação apesar dos problemas menstruais, e após este último curso desenvolveu dores em todo o resto do seu corpo, relativa as quais ela agora tem dificuldade em andar sem uma bengala, e muitas vezes tem que usar uma cadeira de rodas.

“Senti uma dor aguda como se alguém estivesse esmagando meus órgãos internos… Tais condições só pioraram”, disse Sonoda em um tribunal enquanto estava sentada em sua cadeira de rodas. Sonoda está buscando o equivalente a US$ 134 mil como compensação por suas lesões. “Eu recebi as vacinas porque o governo as recomendou. Quero que o governo encare com seriedade sua responsabilidade por nos causar (sofrer) esses sintomas”.
Leia o resto deste post »

Anúncios

Médico Dinamarquês Desmascara Indústria Farmacêutica

Postado em Atualizado em

O médico dinamarquês Peter Gotzsche, 67 anos, não é homem de meias palavras. Ele compara a indústria farmacêutica ao crime organizado e considera-a uma ameaça à prática da medicina segura.

Peter Gotzsche livro
A indústria farmacêutica age como crime organizado, diz pesquisador.

Isto é um fato, não é uma acusação. Ela [a indústria] sabe que determinada acção é errada, criminosa, mas continua fazendo de novo e de novo. É o que a máfia faz. Esses crimes envolvem práticas como forjar evidências e fraudes”, diz.

Professor na Universidade de Copenhague e um dos que ajudaram a fundar a Cochrane (rede de cientistas que investigam a efetividade de tratamentos), acaba de lançar o livro “Medicamentos Mortais e Crime Organizado – Como a indústria farmacêutica corrompeu a assistência médica” (Bookman Editora). Recém traduzida para português, a obra tem causado alvoroço no meio médico.

Gotzsche reconhece os êxitos da indústria no desenvolvimento de drogas para tratar infecções, alguns tipos de cancro, doenças cardíacas, diabetes, mas expõe no livro dados que demonstram falhas na regulação de medicamentos e os riscos que muitos deles causam à saúde.
Leia o resto deste post »

Bill Gates: A Nova Pandemia Global

Postado em Atualizado em

Bill Gates avisa que o mundo deve se preparar para uma pandemia global. A Comunidade Internacional deve perceber que tem que se preparar para uma pandemia mundial, disse Bill Gates fundador da Microsoft, na conferência de segurança Munique.

bill-gates-vacinas
Tomando como exemplo a epidemia do ebola na África ocidental, em 2014 e 2015, a gripe espanhola de 1918 ou mencionando a possível invenção de um vírus com fins “terroristas”, Gates julgou “possível” uma catástrofe a nível Mundial. Segundo o empresário americano afirmou, as guerras e os movimentos de agitação caminham lado a lado da doença e são os agentes mais prováveis para provocar uma pandemia global.

 “…que apareçam na natureza ou nas mãos de um terrorista, os epidemólogos dizem que um vírus transmitido pelo ar se espalhando rapidamente pode matar 30 milhões de pessoas em menos de um ano”

Explicou Gates durante essa reunião anual de responsáveis pela diplomacia mundial. “as zonas de guerra e outros cenários são os lugares mais difíceis para eliminar as epidemias”, garantiu.
Leia o resto deste post »

Gripe H7N9: Aumentam os Casos na China

Postado em Atualizado em

Changsha, 9 fev (Xinhua) – Mais quatro novos casos humanos de gripe aviária H7N9 foram registrados na Província de Hunan, centro da China, segundo as autoridades provinciais de saúde na quinta-feira.

CHINA-HEALTH-FLU
Hunan havia relatado 24 casos humanos de H7N9 neste ano.

O paciente, um homem de sobrenome Wan, foi diagnosticado na cidade de Yueyang. Ele está atualmente na unidade de tratamento intensivo de um hospital em Changsha, capital provincial.

Outras três pessoas também foram hospitalizadas mas em condições “estáveis”, segundo as autoridades de saúde.
Leia o resto deste post »

Médicos sem Fronteiras recusaram uma doação de 1 milhão de vacinas, veja o motivo

Postado em Atualizado em

A organização quer mostrar que doações podem ser melhores para a indústria farmacêutica do que para os necessitados

MSF vacinas.jpg

A organização humanitária internacional Médicos sem Fronteiras (MSF) recusou 1 milhão de vacinas doadas pela empresa americana Pfizer, uma das maiores farmacêuticas do mundo. A vacina, que protege contra 13 variações de uma bactéria que causa pneumonia, seria usada para imunizar bebês e crianças de países que passam por situações de conflito, como a Síria, no Oriente Médio, o Sudão do Sul e outros países africanos. Como a pneumonia é a principal causa de morte de crianças com menos de 5 anos em países pobres, a recusa parece, no mínimo, sem sentido. Na verdade, a negativa foi uma cartada da MSF para trazer a público um problema que não atinge apenas países em conflito: os preços altos de vacinas e medicamentos.

O aparente ato de generosidade, diz a MSF, faz parte de um ciclo vicioso criado pelas farmacêuticas para manter os preços altos. “As farmacêuticas doam para depois falar que os outros consumidores têm de pagar por isso, já que elas fazem tantas doações”, diz a americana Kate Elder, conselheira de política de vacinação da MSF em Nova York. Se o preço fosse mais baixo e acessível a um maior número de países, todos teriam condições de pagar e ninguém dependeria de atos de boa vontade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) desaconselha que países e entidades humanitárias aceitem doações de vacinas e medicamentos – exceto em casos de urgência, como catástrofes e grandes epidemias.
Leia o resto deste post »

Editor-Chefe do The Lancet Denuncia: Metade de Toda a Literatura Médica é Falsa

Postado em Atualizado em

O Dr. Richard Horton, editor chefe da atual revista The Lancet, uma das revistas médicas mais respeitadas do mundo, denunciou que grande parte das pesquisas médicas publicadas não são confiáveis ou até mesmo falsas.

Richard Horton
“Grande parte da literatura científica, talvez a metade, pode ser simplesmente falsa. Afetada por estudos com pequenas provas, efeitos minúsculos, análises exploratórias inválidas e flagrantes conflitos de interesse, juntamente com uma obsessão por perseguir tendências de moda de duvidosa importância; a ciência se voltou para a obscuridade“.

O mais preocupante desta denúncia, é que todos estes estudos, têm sido patrocinados pela indústria, a qual os utilizam para desenvolver medicamentos e vacinas que supostamente deveriam ajudar as pessoas, ajudar na formação do pessoal médico e educar os estudantes de medicina.
Leia o resto deste post »

As 4 Toxinas Mais Perigosas para o Cérebro

Postado em

Uma mente saudável é uma coisa terrível de se perder, mas devido a produtos químicos sintéticos, a ameaça de destruição da função cerebral está sempre presente. Estes são, potencialmente, os criminosos mais ofensivos para a mente, mas a boa notícia é que existem maneiras fáceis de evitá-los.

Cérebro Toxinas

Flúor

A decisão de adicionar flúor para a maioria dos sistemas de água potável pública como uma forma de combater a cárie dentária, possivelmente teve o efeito mais insidioso e generalizado sobre os cérebros das pessoas em todo os EUA e muitos outros países como o Brasil.

A Fluoride Action Network (FAN) relatou em um estudo que constatou que o flúor está ligado ao QI mais baixo, mesmo com as faixas adicionadas ao abastecimento de água nos Estados Unidos. Ao todo, a FAN disse agora que 34 estudos associam o flúor com a diminuição dos níveis de QI em humanos, enquanto muitos outros estudos ligam o flúor à aprendizagem e perda de memória, danos ao cérebro fetal e função neurocomportamental alterada.
Leia o resto deste post »