Monsanto

Os 4 Métodos Que o Sistema Usa Para Tentar Bloquear o Nosso Despertar

Postado em Atualizado em

Estamos vivendo tempos verdadeiramente extraordinários. O véu do segredo está sendo levantado como nunca antes na história. Neste momento de despertar, a humanidade está emergindo como uma espécie verdadeiramente especial.

001
Em uma quantidade muito pequena de tempo, mais particularmente nos últimos anos, cada vez mais pessoas tem se libertado dos paradigmas de religião e dogmas da matrix, seguindo uma nova consciência baseada no livre-pensamento e na UNIDADE.

Aumentou o interesse pela medicina e mídia alternativa, a visão do mundo se expandiu totalmente desde o período final do calendário maia e o início das revelações de Snowden em 2012/2013. Ambos os eventos e muitos outros têm servido como despertadores espirituais e intelectuais para muitas pessoas no planeta.

O surgimento de tecnologias mais intrigantes e intrusivas também serviram para despertar as pessoas para as grandes questões. Quem somos nós ? Porque estamos aqui ? Qual é a realidade verdadeiramente e por que cerca de 8 bilhões de nós fomos colocados aqui neste planeta neste momento?

A resposta para esta pergunta depende do seu sistema de crença particular, mas uma coisa é certa: estamos aqui para fazer as coisas certas para o futuro.

No entanto, os que estão no poder tem ideias diferentes.
Leia o resto deste post »

Anúncios

‘Bomba-relógio’ de suicídios: Como uma mescla de agrotóxicos, depressão e dívidas abala grupo de agricultores gaúchos

Postado em Atualizado em

A família de agricultores acordou cedo e tomou chimarrão naquela manhã quente de 21 de dezembro de 2013. A mãe fez bolinhos para o lanche e iniciou o preparo da lentilha para o almoço.

transgenicos-suicidio-monsanto-bayer

Mas, quando Simone Rovadoski, 39 anos, saiu da casa para ajudar o marido José Dell Osbel, 44, no cultivo dos 48 mil pés de tabaco da família, encontrou-o morto.

“Não pude evitar que as crianças vissem. Foi um horror”, relembra Simone sobre o suicídio do marido, em Gramado Xavier, a 156 km de Porto Alegre. “Ajuda a salvar meu pai, ajuda!”, pedia o filho do casal, na época com 13 anos, para curiosos que se aproximavam.

Osbel passou a integrar as estatísticas que fazem do Rio Grande do Sul o Estado com mais casos de suicídios no Brasil: 10 a cada 100 mil habitantes.
Leia o resto deste post »

Comida Industrializada – Veneno no seu prato

Vídeo Postado em Atualizado em

Alex Jones explica como a comida é adulterada através do uso de aditivos químicos, os efeitos desses aditivos no organismo, e qual o real motivo que isto é feito.
Também apresenta os principais aditivos utilizados no mercado, que poderiam ser classificados como veneno, além de abordar transgênicos, flúor e outros assuntos.

veneno-no-prato
Leia o resto deste post »

Bayer compra Monsanto por US$ 66 bilhões. A junção perfeita?

Postado em Atualizado em

Imagine se a maior empresa de pesticidas fosse comprada pela maior produtora de medicamentos? Pois é, aconteceu mas não ficou nas primeiras páginas dos jornais.
Negócio vai criar o líder mundial do setor de pesticidas e sementes e faturamento anual combinado das empresas é de cerca de US$ 25,8 bi.

transgenico-bayer-monsanto-02

A farmacêutica e companhia de produtos químicos alemã Bayer anunciou no dia 14 de setembro ter fechado acordo para a compra da norte-americana Monsanto, líder mundial dos herbicidas e engenharia genética de sementes, por US$ 66 bilhões.

O negócio encerra uma disputa de meses – após a Bayer aumentar a sua oferta pela terceira vez – e tem sido tratado como o maior do ano até agora. Trata-se também da maior compra realizada até hoje por uma empresa alemã.

Em comunicado, as empresas disseram que o “acordo de fusão definitiva” foi aprovado por unanimidade pelos Conselho de Administração da Monsanto, Conselho de Administração da Bayer e Conselho Fiscal da Bayer.
Leia o resto deste post »

Cerveja: o transgênico que você bebe?

Postado em Atualizado em

Vamos falar sobre cerveja. Vamos falar sobre o Brasil, que é o 3º maior produtor de cerveja do mundo, com 86,7 bilhões de litros vendidos ao ano e que transformou um simples ato de consumo num ritual presente nos corações e mentes de quem quer deixar os problemas de lado ou, simplesmente, socializar.

cerveja de milho transgênico
Não se sabe muito bem onde a cerveja surgiu, mas sua cultura remete a povos antigos. Até mesmo Platão já criou uma máxima, enquanto degustava uma cerveja nos arredores do Partenon quando disse: “era um homem sábio aquele que inventou a cerveja”.

E o que mudou de lá pra cá? Jesus Cristo, grandes navegações, revolução industrial, segunda guerra mundial, expansão do capitalismo… Muita coisa aconteceu e as mudanças foram vistas em todo lugar, inclusive dentro do copo. Hoje a cerveja é muito diferente daquela imaginada pelo duque Guilherme VI, que em 1516, antecipando uma calamidade pública, decretou na Bavieira que cerveja era somente, e tão somente, água, malte e lúpulo.

Acontece que em 2012, pesquisadores brasileiros ganharam o mundo com a publicação de um artigo científico no Journal of Food Composition and Analysis, indicando que as cervejas mais vendidas por aqui, ao invés de malte de cevada, são feitas de milho.
Leia o resto deste post »

Monsanto Enfrenta Julgamento por Crimes contra a Humanidade

Postado em Atualizado em

Várias dezenas de organizações não comerciais e ativistas de direitos humanos têm processado a transnacional biotecnológica Monsanto por crimes contra a humanidade e ecocídio, a qual terá que enfrentar um julgamento no tribunal internacional de Haia em outubro.

Monsanto skull - crimes against humanity.jpg
O anúncio do julgamento foi realizado em uma conferência de imprensa na COP21 que está sendo realizado em Paris, informou a defensora ecológica e sanitária OCA.

Segundo os demandantes, a Monsanto vem desenvolvendo desde o início do século XX produtos tóxicos que estão causando um dano irreparável ao meio ambiente e à saúde humana.
Leia o resto deste post »

Cofre de sementes no Ártico – Bill Gates, Rockefeller e os gigantes dos transgênicos sabem de algo que não sabemos…

Postado em Atualizado em

Uma coisa que o fundador da Microsoft Bill Gates não pode ser acusado é de preguiça. Ele já era um programador de computadores aos 14 anos, fundou a Microsoft aos 20 anos, enquanto ainda era um estudante em Harvard. Em 1995, ele havia sido listado pela revista Forbes como o homem mais rico do mundo e o maior acionista da Microsoft.

Svalbard Global Seed Vault
Em 2006, quando a maioria das pessoas poderia pensar em se aposentar e ir para uma ilha do Pacífico, Bill Gates decidiu dedicar as suas energias à sua Fundação Gates Bill e Melinda, a maior fundação privada ‘transparente’ do mundo, como ele diz, com gritantes US $ 34,6 bilhões em doações e uma necessidade legal de gastar US $ 1,5 bilhão por ano em projetos de caridade em todo o mundo para manter o estatuto filantrópico para isenção de impostos. Com uma doação do amigo e sócio, o megainvestidor Warren Buffett, em 2006, cerca de US $ 30 bilhões de ações de Buffet Berkshire Hathaway colocaram a fundação de Gates no ranking onde ele gasta quase o valor de todo o orçamento anual da Organização Mundial de Saúde.
Por isso, quando Bill Gates decide utilizar a Fundação Gates para investir US $ 30 milhões de seu suado dinheiro em um projeto, vale a pena verificar.
Nenhum projeto é mais interessante no momento do que um projeto curioso em um dos cantos mais remotos do mundo, Svalbard. Bill Gates está investindo milhões de dólares em um banco de sementes no Mar Barents perto do Oceano Ártico, cerca de 1.100 quilômetros do Pólo Norte. Svalbard é um árido pedaço de rocha reclamado pela Noruega e cedido em 1925 por um tratado internacional.
Nesta ilha esquecida, Bill Gates está investindo dezenas de seus milhões juntamente com a Fundação Rockefeller, a Monsanto Corporation, a Fundação Syngenta e o governo da Noruega, entre outros, no que é chamado de “banco de sementes do fim do mundo”. Oficialmente, o projeto é chamado de Svalbard Global Seed Vault, na ilha norueguesa de Spitsbergen, parte do arquipélago de Svalbard. Leia o resto deste post »