Economia Mundial

China Mobilizou 150 Mil Soldados à Fronteira da Coreia do Norte, afirma Relatório Sul-Coreano

Postado em Atualizado em

A Coreia do Norte está preocupada com um ataque preventivo, como o que os EUA lançaram sobre a Síria

china north korea usa
Embora o catalisador não seja claro, parece que o mercado caiu conforme as manchetes de novas sanções contra a Rússia apareceram, e os relatórios de que a China mobilizou 150.000 soldados para a sua fronteira com a Coreia do Norte.

Segundo a agência de notícias coreana Chosun, “o exército chinês mobilizou cerca de 150 mil soldados para a fronteira norte-coreana em dois grupos para se prepararem para circunstâncias imprevistas”. A razão: a perspectiva de “opções militares”, como ataques preventivos contra a Coreia do Norte, como o que os Estados Unidos lançaram sobre a Síria.

Quando os Estados Unidos anunciaram seu comportamento independente sobre a Coreia do Norte, e moveram o USS Carl Vinson (CVN-70) da Marinha dos Estados Unidos para Cingapura, o exército chinês enviou cerca de 150 mil soldados em dois grupos para se prepararem para circunstâncias imprevistas.
Leia o resto deste post »

Japão: Vacina Contra HPV Sob Julgamento Devido Seus Horríveis Efeitos Colaterais

Postado em Atualizado em

Desde julho passado, um total de 119 jovens e mulheres no Japão entraram com ações contra o governo japonês e as duas fabricantes de vacinas contra o papilomavírus humano (HPV), GlaxoSmithKline PLC (GSK) e Merck Sharp & Dohme Corp. De acordo com os processos, as respectivas vacinas contra o HPV, Cervarix e Gardasil, causaram às mulheres efeitos secundários graves, pelos quais agora elas procuram indenizações.

vacina hpv japao
Alguns dos mais recentes processos incluem 28 casos em que mulheres com idades entre 15 e 22 anos desenvolveram grandes problemas de saúde como dor crônica em todo o corpo, mobilidade prejudicada, dor menstrual severa e outros problemas após a série de vacinas. Essas mulheres estão processando não apenas as fabricantes de vacinas por produzirem as injeções mortais, mas também o governo japonês por aprová-las sem a devida avaliação.

Uma jovem de nome Erina Sonoda, uma estudante universitária de 20 anos, disse ao jornal The Japan Times (JT) que ela desenvolveu horríveis dores menstruais após a segunda vacinação com Cervarix, a qual é administrada como três injeções separadas. Sonoda foi em frente com sua terceira vacinação apesar dos problemas menstruais, e após este último curso desenvolveu dores em todo o resto do seu corpo, relativa as quais ela agora tem dificuldade em andar sem uma bengala, e muitas vezes tem que usar uma cadeira de rodas.

“Senti uma dor aguda como se alguém estivesse esmagando meus órgãos internos… Tais condições só pioraram”, disse Sonoda em um tribunal enquanto estava sentada em sua cadeira de rodas. Sonoda está buscando o equivalente a US$ 134 mil como compensação por suas lesões. “Eu recebi as vacinas porque o governo as recomendou. Quero que o governo encare com seriedade sua responsabilidade por nos causar (sofrer) esses sintomas”.
Leia o resto deste post »

Estará Washington Disposto a Invadir Coreia do Norte?

Postado em Atualizado em

A ideia de invadir a Coreia do Norte e acabar com o governo da família Kim é, obviamente, cativante. Mas, ao que parece, as inúmeras implicações de uma ação militar não são verdadeiramente consideradas. Harry Kazianis, colunista do The National Interest, levantou a possibilidade de uma intervenção em grande escala contra Pyongyang.

coreia-do-norte-ataque-eua
Embora existam inúmeras formas de promover a mudança de poder em um país, pelo que parece, no caso da Coreia do Norte só é possível uma opção: uma intervenção militar, afirma o autor.

Tendo em conta que Pyongyang não está vinculado à economia global, a aplicação de sanções pode fazer pouco para acabar com o “reino dos Kim”. Também não serão eficazes a pressão social nem a propaganda organizada para influenciar os cidadãos comuns. Por isso, muitos acham que “os tanques e as bombas são a única maneira de alcançar tal objetivo”, escreve o jornalista.

Ataque de surpresa

O autor afirma que, na realidade, um ataque contra “o regime mais vil do mundo” pode resultar em um desastre total. Então Kazianis se pergunta: se Washington decidir mesmo atacar a Coreia do Norte, como seria organizada a ação militar contra o país asiático?
Leia o resto deste post »

George Soros: A Ideologia da Nova Ordem Mundial Pós-Moderna

Postado em Atualizado em

Mais de 16.000 pessoas assinaram uma petição pedindo ao Presidente Trump que privasse George Soros de cidadania e o expulsasse dos EUA. Igor Pshenichnikov, assessor do diretor do Instituto Russo de Estudos Estratégicos, um influente centro de estudos com base em Moscou, explica o que está em jogo na batalha ideológica.

soros-globalista
Milhares de pessoas assinaram uma  petição no Change.org, pedindo a Donald Trump para proibir o bilionário americano-húngaro e sua Open Society Foundations de operar no território dos EUA, acusando ele, sua família e seus negócios de trabalhar para manipular políticos americanos e espalhar pós-modernos e anti-conservadores no país e em todo o mundo.

“Pedimos que seja emitido um mandado para as ações voluntárias de [Soros] para desestabilizar e arruinar nossa economia, empurrando sua agenda anti-americana de fronteiras abertas globalistas da Nova Ordem Mundial com a intenção de destruir nosso país”, afirmou a petição, movida pela ativista Vanessa Feltner.

O bilionário, de acordo com a petição, está tentando destruir os EUA “comprando nossos governos, manipulando nossa moeda, comprando políticos e negativamente comprando influência sobre nossos valores ocidentais”. Soros forneceu fundos para o direito ao aborto, o ateísmo, a legalização das drogas, a educação sexual, a eutanásia, o feminismo, o controle de armas, a globalização, a imigração em massa e outras experiências radicais em engenharia social “, afirma o texto da petição.
Leia o resto deste post »

ISIS / Daesh: Arábia Saudita e Qatar Financiam o Terrorismo

Postado em Atualizado em

Oficial francês acusou a Arábia Saudita e o Qatar de financiar o grupo terrorista Daesh na Síria e no Iraque, visando recuperar a sua influência no Oriente Médio.

isis-syria-oil
Daesh, provavelmente, é financiado pela Arábia Saudita e Qatar, dois países que tentam recuperar sua influência no Iraque e na Síria (…). Até agora, o Daesh  segue  receber dinheiro desses países (…) “, disse neste sábado o membro da Comissão de Defesa da Assembleia Nacional da França, Nicolas Dhuicq. O funcionário francês também acrescentou que os ataques aéreos russos contra posições de Daesh levaram a um rápido declínio de vendas de petróleo pelo este grupo terrorista.

Desde o último 30 de setembro, a Rússia realizou uma campanha de bombardeios no solo sírio contra alvos de grupos terroristas na Síria, depois de receber um  pedido por escrito do presidente sírio, Bashar al-Assad.
Leia o resto deste post »

Bashar al-Assad: ‘Síria Estará Segura Quando o Ocidente Parar de Apoiar Terroristas’

Postado em Atualizado em

Após rejeitar o novo ‘Projeto de Constituição’ para a Síria, apresentado pela Rússia, o presidente sírio, Bashar al-Assad, rejeitou com sabedoria o conceito de administração Trump sobre implementação de “zonas seguras” dentro da Síria. Em primeira entrevista com a mídia ocidental desde a eleição de Donald Trump, Assad descreveu o plano como uma má ideia que não teria a capacidade real para proteger civis ou acabar com a crise síria.

assad-trump-putin-syria
Quando questionado pelo entrevistador sobre a declaração de Trump de que ele “criaria” absolutamente “zonas seguras” na Síria “para o povo sírio”, Assad respondeu dizendo:

“Mas, na verdade não protegerá [civis], não vai. As zonas seguras para os sírios só podem acontecer quando você tem estabilidade e segurança, onde não tem terroristas, onde não tem o fluxo e o apoio desses terroristas pelos países vizinhos ou pelos países ocidentais. Isto é onde você pode ter uma zona segura natural, que é o nosso país. Eles não precisam de zonas seguras. Não é uma ideia realista em tudo.”

Quando o entrevistador pressionou Assad sobre o fato de que tantos sírios foram deslocados e, portanto, “Como você pode opor zonas seguras?” Assad apontou diretamente para a raiz do problema. Ele afirmou:
Leia o resto deste post »

José Mujica: Ordem Mundial Pode se Quebrar em Pedaços

Postado em

O antigo presidente do Uruguai e atual senador José Mujica expôs a sua visão sobre as mudanças pelas quais a ordem geopolítica global está passando em contexto de avanço do protecionismo dos EUA e do empenho da China em dominar o comércio mundial.

jose-mujica-uruguay
Em entrevista ao programa GPS Internacional, Mujica opinou que “às vezes a realidade ultrapassa a nossa imaginação”, mas diz que “nada acontece por acaso”.

Segundo ele, a nova situação política, em que os EUA estão tentando limitar o comércio livre e a China defende a abertura dos mercados, é um fruto da globalização.

A globalização “tem tido três forças básicas: o mundo financeiro internacional, o conjunto de empresas transnacionais como força econômica e a revolução nos meios de comunicação, especialmente na informática”, explica o ex-presidente uruguaio.

Na opinião dele, “a tendência para concentração maciça de riquezas criou uma cultura de consumo excessivo que, paradoxalmente, por não redistribuir bens se esqueceu das classes médias do mundo central, que agora estão reagindo e dando poder político a projetos que parecem ser de outra época”.
Leia o resto deste post »