Sociedades Secretas: Bohemian Grove

Vídeo Postado em

O Bohemian Club ou Bohemian Grove, é um grupo de homens proeminentes nas redondezas de San Francisco. Neste clube há uma série de privações, segredos e teorias que deixam os vizinhos do local cada vez mais assustados e acuados.

bohemian-grove-01-sociedades-secretas
A coruja empoleirada, como sinal de conhecimento, é o mascote do grupo, ladeada pelas letras B e C, junto dos dizeres “Weaving spiders come not here”, ou seja, “Aranhas tecedoras não venham aqui”, numa menção aos curiosos que querem entender o que acontece por lá durante as famosas reuniões.

O Bohemian Grove, sede do clube, está localizado em dois endereços, cujos portões principais estão na Rua Taylor, 624, e na Avenida Bohemian, 20.600, na localidade de Monte Rio, bem próxima a San Francisco. Segundo as imagens do Google Earth (foto abaixo), trata-se de um sítio com mais de mil hectares de extensão onde ocorrem reuniões secretas anuais.
ft2
O mais interessante e instigante nesta história é que as estradas desertas próximas aos dois principais portões do rancho são repletas de placas escritas: “Mantenha-se distante”, “Invasores não são bem-vindos”, “Você está sendo vigiado”. Há cercas elétricas e pontos de vigilância em toda a estrada, principalmente, ainda, ao longo do rio que corta a propriedade. Em 2011, por exemplo, um grupo de turistas foi preso simplesmente por ter passado de caiaque pelo rio, sendo que os advogados apelaram por prisão arbitrária, uma vez que eles não sabiam que se tratava de propriedade particular, pois não há nenhuma menção a isso. Quem passa próximo a Bohemian Grove diz sentir-se na entrada da Área 51!

ft3a

ft3b
Como podemos ver, há pouquíssimas imagens do rancho e das celebrações que lá ocorrem. Esta imagem acima, por exemplo, foi tirada em 1907 e é considerada uma raridade do que ocorre lá desde o século 19. Fundado em 1872 a partir de uma reunião regular de jornalistas, artistas e músicos, logo começou a aceitar os empresários e empreendedores como membros permanentes, bem como oferecendo uma adesão temporária a presidentes de universidades e comandantes militares que estavam servindo na área da Baía de San Francisco.

Jornalistas e outros investigadores dizem que o clube é verdadeiramente conservador e pessoas influentes da elite americana, tendo cerca de dois mil membros, todos sendo homens milionários, a maior parte branca e protestante, e que se reúnem todos os anos durante as duas últimas semanas de julho.

ft4
Os vizinhos do rancho dizem aos investigadores que tudo acontece em uma estranha aura. Primeiro, os sócios chegam em carros sem nenhum emplacamento, o que é terminantemente proibido nos Estados Unidos. Dos portões principais até os lugares de debates a distância chega a dois quilômetros a fim de manter a privacidade e anonimidade dos membros. Os seguranças são truculentos, tendo porte de poderosas armas de fogo. Os moradores próximos ainda dizem que parece haver cultos, pois são ouvidos tambores, barulhos de fogueiras e shows pirotécnicos nas noites de encontros de julho. Alguns vizinhos foram praticamente expulsos das suas propriedades quando o próprio Bohemian Club comprou seus sítios para ter mais privacidade e menos pessoas ao seu redor; poucos são os que estão lá há muito tempo e ainda insistem em ficar.

Como medida de extrema exclusividade do clube, o futuro sócio é informado que a lista de espera, em normal, para ser chamado é de 15 a 20 anos, mas a média tem sido, dizem, de cinco anos. Outro ponto importante é que o sócio deve ter uma “empresa patrocinadora” para a sua entrada, que custa milhões de dólares; ou seja, o futuro sócio do Bohemian Club tem que ser dono de uma grande fortuna junto de uma imensa empresa. A taxa anual de manutenção em 2006 era de 25 mil dólares.

Depois de 40 anos como sócio, os homens ganham a posição de “Velha Guarda”, podendo resolver as pautas de assuntos das reuniões anuais e decisões a serem tomadas. Muitos investigadores dizem que é no Bohemian Grove que grande parte do destino dos Estados Unidos – e por extensão do mundo – são decididos através destes homens da “Velha Guarda”. Os membros mais antigos também podem convidar hóspedes para o Bohemian Grove, embora estes hóspedes sejam sujeitos a um procedimento de proteção rigoroso – como não portar filmadoras, máquinas fotográficas ou celulares.

ft5a

ft5b
Desde a fundação do clube, o mascote do Bohemian Grove é uma coruja, símbolo do conhecimento. Uma estátua de coruja de 12 metros de altura, oca, feita de concreto sobre o aço à cabeceira do lago no bosque é chamada de “Santuário Coruja”, concebida pelo escultor e presidente do clube por duas vezes, Patigian Haig, e construído em 1920. Desde 1929, o Santuário Coruja tem servido como pano de fundo para a cerimônia conhecida como “Cremação do cuidado”.

bohemian-club-presidential-attendees-2
Curiosamente, o santo de patrono do Bohemian Club é São João Nepomuceno, que segundo a lenda, preferiu a morte sofrida nas mãos de um monarca Boêmio a revelar os segredos confessionais da rainha. Uma grande estátua dele em mantos clericais com o seu indicador a tocar por cima dos seus de lábios simboliza o segredo guardado pelos visitantes do Bohemian Grove e da sua longa história.

Veja abaixo o documentário: “Segredos Obscuros, no interior do Bohemian Grove” (por Alex Jones / infowars.com)

Fonte

Anúncios