Documento do WikiLeaks revela interesse das Nações Unidas em OVNIs / UFOs

Postado em Atualizado em

O artigo abaixo foi escrito por Lee Speigel, escritor e editor do Huffington Post. Speigel foi membro de um Comitê da ONU encarregado de analisar a questão OVNI na década de 1970. Ele, melhor do que ninguém, para dissertar sobre a informação vazada pelo WikiLeaks sobre o interesse das Nações Unidas em OVNIs. 

ovni-onu
Revelações que apareceram em e-mails liberados pelo WikiLeaks no início do mês passado têm causado discussões sobre os OVNIs e especulações de que os extraterrestres estão visitando a Terra.

Mas uma relação de documentos muito significantes liberados pelo WikiLeaks – e possivelmente despercebidos – foi liberada em 18 de maio de 2015.  O WikiLeaks postou mais de meio milhão de documentos diplomáticos do Departamento de Estado dos EUA, de 1978, detalhando as interações entre aquele país e outros países – inclusive sobre os esforços do Primeiro Ministro de Granada,  Eric Gairy, em organizar um comitê com base nas Nações Unidas para pesquisa e investigação de relatos de OVNIs mundialmente.

Muitos dos documentos, escritos por autoridades estadunidenses na ONU, indicam o quão próximos eles estavam de monitorar as atividades relacionadas aos OVNIs em Granada.

Um documento de 18 de novembro de 1978, revelou meu envolvimento em ajudar Granada a produzir uma apresentação crível sobre OVNIs.

No início de 1978, tive a oportunidade de conhecer Gairy em Nova Iorque, para apresentar a ideia sobre como pensei que a ONU prestaria a atenção para sua cruzada sobre os OVNIs. Através de seu embaixador, dei a ele uma cópia e tive uma reunião, e após convencê-lo que poderia trazer um grupo muito crível de palestrantes para a ONU, ele concordou em patrocinar minha proposta (ver imagem abaixo).  Logo após um aperto de mão, ele me nomeou conselheiro temporário de Granada e o resto é história.

wikileaks-un-ufo
Esta carta de 1978 de Granada para Lee Speigel confirmou o comprometimento do país em patrocinar a apresentação de OVNIs de Speigel para a Nações Unidas.

A imagem seguinte mostra parte do grupo de que montei em julho de 1978, para reunião com o Secretário Geral da OVNI, Kurt Wakdheim.  Ele queria saber o que estávamos planejando fazer em nosso evento de novembro, na frente do Comitê Especial de Política, que incluía representantes do Comitê de Uso Pacífico do Espaço Sideral.

grupo-onu
Um outro documento postado no WikiLeaks, de 24 de novembro de 1978, se refere à reunião de representantes de Granada com o Embaixador Richard Petree, “para discutirem sua resolução OVNI. O Embaixador Petree reconheceu os altos níveis de interesse em OVNIs entre alguns dos elementos do setor privado e da comunidade científica… e apontou ao impacto orçamentário como uma grande preocupação dos Estados Unidos e outros países”.

Em 28 de novembro de 1978, o dia após nossa apresentação nos Nações Unidas, este documento foi enviado através dos canais oficiais, detalhando o evento real de OVNI, descrevendo o que cada um dos palestrantes científicos e militares convidados tinham a dizer aos membros das nações.

Poucos dias mais tarde, em 02 de dezembro de 1978, um telex de acompanhamento foi transmitido, incluindo o seguinte:

    “Subsequente à introdução da resolução OVNI de Granada, Misoff (Oficial de Missão) engajou em duas sessões informais separadas de negociação, as quais incluíram a representação da Áustria, URSS e Grenada, numa tentativa de chegar à uma solução do problema aceita mutuamente.

    “Uma minuta de decisão a ser tomada pelo Comitê Especial de Política (SPC) foi concordada pelos participantes nas negociações informais, sujeitas a cooperação de suas respectivas capitais. Achamos que a orientação do assunto [OVNI] para o Comitê do Espaço Sideral (OSC) sem a autorização preordenada quanto a que ação seria tomada, fornece a flexibilidade que a OSC precisa para tomar seja lá qual for a ação que achar apropriada.

    “Também será evitada a necessidade de votar numa resolução (e arriscar os resultados).”

A semana seguinte trouxe outro documento, em 8 de dezembro de 1978, que declarava:

    “A Assembléia Geral convida os membros interessados a tomar as medidas apropriadas para coordenar uma pesquisa e investigação científica sobre a vida extraterrestre, a nível nacional, inclusive os objetos voadores não identificados, e informar ao Secretário Geral sobre as observações, pesquisas e avaliações de tais atividades.”

Ainda foi sugerido que as visões de Granada sobre os OVNIs poderiam ser discutidas em 1979. Infelizmente, isso não ocorreu, pois o Primeiro Ministro de Granada foi deposto num golpe de estado em 1979.

Desnecessário dizer que, sem a iniciativa com base em Gairy sobre os OVNIs, isto foi silenciosamente relegado.

Esta é a ponta do iceberg chamado OVNI-ONU.  Ele mostra como o assunto dos OVNIs não era meramente ridicularizado oficialmente ou deixado de lado. Havia, e talvez ainda há, algum interesse esperando para emergir.

 

Fonte

Anúncios