Livro: Acredite, estou mentindo – Confissões de um manipulador das mídias, de Ryan Holiday

Postado em Atualizado em

Descubra como funciona o jornalismo atual, cada vez mais focado em cliques e visualização de páginas do que com a autenticidade da informação. Sites de pouca credibilidade conseguem influenciar a pauta e os noticiários dos veículos maiores, criando um círculo vicioso que se autoalimenta de boatos e notícias insignificantes.

Este livro mostra em detalhes como manipular o ciclo de notícias online, plantar uma história dentro de um grande site de notícias e como fazer essa história aparecer na TV, em rede nacional. É relativamente fácil quando se conhece as regras do jogo.

livro-manipulador-das-midias
Acredite, estou mentindo – Confissões de um manipulador das mídias, é sim um livro espantoso e perturbador, como diz o crítico do jornal Financial Times.

Tudo isso porque o autor, Ryan Holiday, conhece a fundo sobre o que ele fala. Ele não mostra uma mídia bonitinha que sempre aparece como a certa e que tem a verdade sobre todos os fatos do dia-a-dia. Ele apresenta uma mídia suja, que quase ninguém conhece e que está disposta a tudo para obter seus famosos “likes”, que são os geradores de renda. Não importa o método.

O livro é inspirado em blogs. Por mais que ele cite alguns jornais impressos e de tv, como BBC e New York Times, ele é voltado para a mídia de blogs.

Em seu contexto, Ryan, que é formado em Relações Públicas, diz como começou sua carreira de manipulador da notícia e o quanto lucrou com isso. Ele usou de várias artimanhas para conseguir que suas matérias fossem as mais curtidas e compartilhadas na rede. Engrandecer e depois descartar pessoas era a coisa mais comum que fazia.  É surpreendente a forma como tudo acontece.

Em alguns momentos do livro, eu tive que parar, respirar, e pesquisar na internet para saber se aquilo era mesmo real. Se aquela pessoa tinha sofrido mesmo o que dizia o livro, se aquela notícia era mesmo verdade. E me surpreendi mais ainda quando soube que era tudo real.

Para pessoas que trabalham com a manipulação, as pessoas nada mais são do que objetos que servem para compartilhar certo tipo de conteúdo e/ou é o alvo do conteúdo. E, nesses casos, que são os piores, eles ficam marcados para sempre!

Casos como lançar um candidato à presidência e logo depois acabar com a sua reputação chega a ser um dos casos mais simples que trata o livro. É de ficar de boca aberta!

Mas ele não traz só aspectos negativos, aborda, também, assuntos importantes para jornalistas, estudantes e pessoas que querem se aprofundar mais. O livro traz histórias sobre a mídia antiga, a famosa Imprensa Marrom, e como conseguir que seu conteúdo seja publicado na rede, fazendo com que ele seja visto pelo maior número de pessoas. Porém, esse é um livro altamente recomendável para saber o que NÃO se fazer com os personagens da notícia.

Ryan Holiday, pra mim, foi muito corajoso em relatar tudo o que fez para conseguir dinheiro usando a mídia. Por mais que seja voltado para o jornalismo online dos Estados Unidos, acho muito provável que aqui no Brasil existam pessoas que sobrevivam da mesma forma.

O livro é instigante, assustador, real! É aquele livro que te faz refletir sobre de onde vem aquele conteúdo que postamos na internet. E falando em internet, todo cuidado é pouco, já que quando um assunto viraliza, fica quase impossível voltar atrás.

Então acredite, muitos deles estão mentindo!

Fonte

Anúncios