O que tem Dentro de um Pote de Nutella?

Postado em Atualizado em

Ao ver a Nutella assim – em camadas – parece bem pouco irresistível. Você provavelmente não colocaria seu dedo lá dentro. Como relatado pela “Verbraucherzentrale Hamburg”, organização alemã que lida com informação dos consumidores, este pote visto na imagem nos faz fechar nossos lábios e deixá-los bem apertados.

nutella-como-e-feita-1
Duas editoras colocaram dentro de um pote vazio de Nutella, todos os ingredientes presentes no rótulo da etiqueta, veja o resultado. Um pote cheio, com quase a sua metade de açúcar branco e óleo de palma, e a outra metade com apenas pequenas quantidades de avelãs, cacau e leite em pó desnatado.

Não é a primeira vez que questionamos a qualidade dos produtos da Ferrero. Tanto é que a empresa já tentou impedir estas perguntas. No site da Ferrero, na parte dedicada à propaganda do chocolate da Nutella, existe toda a história de sua origem e seus ingredientes.

Quase um conto de fadas. Assim, descobre-se que todo o açúcar utilizado não é exclusivamente branco e refinado: 75% de açúcar de beterraba e os 25% restantes são de açúcar refinado da cana de açúcar. Além disso, “o óleo de palma – informa a Ferrero, em seu website – torna a Nutella cremosa e melhora o sabor dos outros ingredientes. Sua origem vem da Malásia, Papua Nova Guiné e Brasil, de plantações certificadas pela Roundtable on Sustainable Palm Oil (RSPO)”.

Ainda não basta. “A Ferrero possui o mérito de ser a primeira empresa italiana a se preocupar com a sustentabilidade deste ingrediente, mas isso não é o suficiente – disse Roberto La Pira, diretor da Il FAtto Alimentare (O Fato Alimentar) – como consumidores, queremos ter a possibilidade de escolha. Ao invés disso, continuamos a encontrar à venda, quase que exclusivamente, produtos com óleo de palma. Depois da nossa petição, 15 redes de supermercados se empenharam em reduzir, ou até mesmo eliminar, a gordura tropical de seus produtos, enquanto que outros o cortaram definitivamente, tais como Misura e Gentilini. Outras empresas, como a Barillla, se comprometeram a reduzir o seu uso, mas estas ainda são poucas.

Sabemos é um processo longo e complexo trocar a receita de um produto, mas é possível fazer tranquilamente sem grandes problemas. Enquanto isso, temos apenas um opção disponível. Hoje sabemos onde se encontra o óleo de palma e podemos evitar de comprar os produtos que o contém”.

Fonte

Anúncios